Caçapava do sul

Rádio Haragano FM
WhatsApp

Caçapava do sul

logo logo

Opinião.
Debate.
Contraponto.

Entrar
COISAS CONTRADITAS 02/03/2023 12:12:07

O misterioso caso das "pedras que andam"

O fenômeno nada mais é do que pedras que se deslocam sobre o leito seco de um lago, localizado no Vale da Morte, na Califórnia.

Denominadas de "Sailing stones", essas pedras são capazes de se deslocarem a vários metros, deixando rastros que marcam o caminho percorrido por elas.


Os primeiros relatos ocorreram no ano de 1900, mas somente no ano de 1940 o fenômeno começou a chamar a atenção dos cienstistas.
Algumas trilhas deixadas por elas eram retas, enquanto outras mudavam de direção. Os fenômenos nunca foram registrados, ou observados, o que deixa o caso mais misterioso ainda.
Foras diversas as explicações teóricas sobre o assunto, que vão desde probabilidades  alienígenas até teorias sobre o campo magnético da terra.

Localização da área:

Imagens\reprodução


Um dos lugares mais quentes do mundo —, ao norte do deserto de Mojave.
Racetrack Playa é um leito de lago seco com aproximadamente 7 km quadrados de área. A maior parte da paisagem quase perfeitamente plana é livre de qualquer planta ou rocha, exceto algumas pedras pequenas e grandes (as maiores pesam até 318 kg) que deslizam da encosta e param ali.

Suponhamos que esse mistério tenha sido resolvido e revelado ( ou não):

Richard Norris publicou o resultado de sua pesquisa em agosto de 2014, de acordo com a pesquisa as rochas se movimentam em decorrência da fragmentação de camadas de gelos de 3 a 6 milímetros de espessura com ventos que não passam de 5m\s. 
Portanto o trajeto das pedras é determinada pela direção e velocidade do vento, além da água líquida abaixo da fina camada de gelo.
Em conclusão da pesquisa de Richard, o fenômeno acontece em um dos lugares mais quentes do planeta, por isso a combinação desses fatores é rara.


Frequência de movimentação ( segundo pesquisa):
O movimento das pedras ocorrem uma vez a cada dois ou três anos, as trilhas deixadas por elas podem permanecer no solo por até quatro anos.


 

4859 0

Comentários

{{c.nome}}
{{formataDataHora(c.data_hora)}}
{{c.comentario}}
Excluir
Comente este post